A água que comemos

Feliz Dia Mundial da Água.

Eu e minha esposa, Christine, tivemos a honra de poder participar como tradutores PT-BR do infográfico “The Water We Eat”, do projeto Virtual Water.

Não concordo plenamente com a abordagem moderada da redução do consumo de carne. Tampouco com a omissão do veganismo como o boicote mais efetivo à produção de alimentos que destrói o planeta.

Trocando uma ideia com a fundadora/autora, ela demonstrou ter plena consciência de se abster de todo ingrediente de origem animal, mas, tal qual a iniciativa Segunda Sem Carne, vale-se de uma tática de desconforto mínimo (em contraposição ao “tratamento de choque”, também válido na minha opinião, de grupos e filmes como “Earthlings“).

É importante lembrar que a pecuária extensiva é vista como boa prática por alguns grupos ambientalistas, mas essa é a técnica que mais causa o desmatamento diretamente ligado a pastos na Amazônia.

Além disso, criação de gados distintos não só demanda exponencialmente mais água para alimentação e manutenção, mas também causa contaminação profunda e frequentemente irreversível dos mananciais próximos (muitas vezes também os mais preciosos para humanos e demais espécies).

O infográfico não é extenso, mas é muito bem-fundamentado cientificamente. Vale perder um minuto deste dia:

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s